História de sucesso

Resona Holding, um dos Bancos mais importantes do Japão, renovou seu sistema de agências com Low-Code em tempo recorde.

Cada vez mais empresas de grande porte e missão crítica estão optando pelo GeneXus e pelas vantagens do desenvolvimento Low-Code. Neste caso, verifica-se a rápida evolução do Banco Resona na renovação completa do sistema de agências físicas, com utilização de terminais web, com metade do tempo de desenvolvimento previsto.

Com o apoio da NTT Data, o Sistema de Filiais da Resona Holdings está sendo renovado utilizando a plataforma de desenvolvimento Low – Code GeneXus para agilizar os processos de criação, manutenção e colocar em produção os sistemas.

Resona Holdings é o quinto maior grupo bancário do Japão desde 2012. A empresa foi fundada em 12 de dezembro de 2001 e está sediada em Tóquio, Japão.

Os bancos do grupo Resona dirigem-se a um público-alvo de pequenas empresas e a particulares de âmbito regional, aos quais prestam diversos serviços bancários e financeiros. Atua por meio dos seguintes segmentos: Banco de Consumo, Banco Corporativo, Negociação de mercado e outros.

A importância de focar no sistema de agências

Com o objetivo de contribuir para a digitalização do banco e a concretização de um “sistema de gestão empresarial que acompanha os clientes”, foi implementado um novo sistema que, além de proporcionar conforto ao cliente, contribuiu também para a redução de custos nos bancos.

Os milhares de terminais físicos (dispositivo destinado a um fim específico) para realizar as diferentes operações que os clientes do Banco Resona tinham, serão reduzidos pela metade, enquanto a capacidade de atendimento às necessidades dos clientes aumenta em 70% ao permitir a utilização do uso geral terminais (PCs, tablets, celulares).

A verdade é que as agências são importantes pontos de contato com os clientes e a redução desses pontos de contato devido à digitalização é muitas vezes um problema. Tanto a NTT Data e a equipe de GeneXus no Japão destacam que, para resolver estes problemas, foram desenvolvidos terminais de recepção digital livre de localização, contribuindo assim para a concretização do "sistema de operação comercial voltado para o cliente" dirigido à Resona Holdings.

Trata-se de uma aplicação web que permite cerca de 150 transações: abertura de conta, transferência de conta poupança, abertura de conta a prazo fixo/acumulado, depósito e saque, registo biométrico e diversas transações de consulta no sistema de contas.

O novo sistema de agências foi colocado em operação sequencialmente a partir de 19 de abril de 2021 e será introduzido em cerca de 450 lojas do Resona Bank e do Saitama Resona Bank até dezembro de 2021. O valor do investimento será de 10 trilhões de ienes, o equivalente a quase 100 milhões de dólares.

Vantagens

A grande vantagem do novo sistema é estar do lado do cliente, já que 70% do trabalho que antes era processado com um único terminal pode ser feito com um tablet ou um computador pessoal. Espera-se que isso reduza o número de terminais - atualmente cerca de 7.000 - para menos da metade. A política é reduzir os 30% restantes do trabalho que precisa ser processado por um terminal dedicado.

Antes do processo de desenvolvimento, em 2019, a NTT DATA SOFIA realizou um estudo para avaliar a aplicabilidade e produtividade do novo sistema. Como resultado, constatou-se que foi possível atingir um desenvolvimento ultracurto em sete meses, menos da metade do prazo estimado (16 meses) com base nos resultados anteriores, e que, por sua vez, aumentava a produtividade, o que levou à adoção do novo sistema, pois era menos da metade do período de construção estimado calculado a partir dos resultados do desenvolvimento convencional.

Em muito pouco tempo, foi alcançada uma estrutura de sistema aberta e leve, ao invés de um produto embalado, junto com a certeza de que adotar uma plataforma de desenvolvimento de Low-Code melhora a produtividade e diminui o tempo de desenvolvimento, enquanto
GeneXus foi escolhido como ferramenta de desenvolvimento Low-Code porque consegue acompanhar a evolução da tecnologia da informação em tempo hábil, enquanto permite ao banco concentrar seus limitados recursos humanos nas aplicações comerciais, que são a fonte de sua competitividade.

A NTT DATA e a NTT DATA SOFIA desenvolveram em conjunto um padrão de desenvolvimento para a plataforma GeneXus, a fim de permitir que até desenvolvedores inexperientes participassem da construção do sistema.

Haruyuki Nakamura, Gerente Geral do Departamento de Gerenciamento de Vendas, Divisão de Gerenciamento Financeiro de TI, Sede de Negócios Financeiros, NTT DATA, disse: "Tornamos possível até mesmo para engenheiros inexperientes desenvolverem com base em certas regras."

Características técnicas

Ao desenvolver a aplicação web para operar no terminal do novo sistema, inovamos ao escolher uma ferramenta de desenvolvimento Low-Code.

O novo sistema é um sistema open source, que usa Linux como sistema operacional e PostgreSQL de código aberto como DBMS (sistema de gerenciamento de banco de dados).

GeneXus gera automaticamente definições de tabelas e código fonte como Java e .NET ao inserir informações de design como elementos de dados, regras de entrada/saída e exibição na tela.

Resona HD também gerou automaticamente aplicativos Java que lidam com cerca de 150 tipos de transações, como abertura de conta e transferência de poupança.

Por que GeneXus?
 
“GeneXus pode operar a implementação do sistema de negócios de forma quase automática, mesmo quando o sistema operacional é alterado”, explica Koki Katayama, Gerente de Reforma de Processos da Resona HD; e “Resona HD começou a expandir outros sistemas com GeneXus, não só para Branch System, mas também para Aplicativos de smartphone no Minato Bank (um dos bancos do grupo)”, explica Takahisa Usui, gerente de planejamento de TI da Resona HD.
 
Além disso, no ambiente japonês Nikkei, a NTT Data informa que a adoção de uma ferramenta de desenvolvimento Low Code como GeneXus melhorou significativamente a produtividade e encurtou o período de desenvolvimento de 16 para 7 meses.
 
Fontes:
xtech.nikkei.com
www.nikkei.com