História de sucesso

Excelência em Desenvolvimento Ágil de Software com JBCC

Você já se perguntou por que o Japão é sinônimo de produtividade e excelência tecnológica? Seja por seu domínio da robótica e hardware, seja por sua gran - de capacidade inovadora junto com sua filosofia KAIZEN de melhoria contínua, o Japão está sempre na vanguarda. Em - bora nem sempre seja o caso quando se trata de software.

O caso a seguir explica porque uma em - presa japonesa que fornece soluções de tecnologia optou por uma metodo - logia incomum para o seu mercado: a metodologia de desenvolvimento ágil - em vez da metodologia em cascata que é predominante no Japão. E como esta mudança de paradigma -necessária para avançar no desenvolvimento de software - foi possível por ter uma pla - taforma Low-Code de desenvolvimen - to automático como GeneXus.

A JBCC (Japan Broadband Communications Corporation) é um de nossos principais parceiros no Japão desde 2013, que tem acumulado uma interessante trajetória ao longo dos anos e hoje nos dá um testemunho de seu trabalho com metodologias ágeis junto a GeneXus.

A empresa japonesa se dedica principalmente a negócios relacionados com hardware e também, como subproduto, em serviços de software. Neste último cenário, oferece soluções para empresas que utilizam GeneXus.

Tem clientes em diversos setores, a maioria da indústria de manufatura, mas também de serviços e educação. Ao longo desse tempo tem obtido excelentes resultados em mais de 200 projetos desenvolvidos com GeneXus.

A automação é o primeiro destaque feito pelos técnicos da JBCC. Avaliando os resultados em média, eles concluíram que sua produtividade aumentou 70% em comparação a fazê-lo com Java, escrevendo código manualmente.

A produtividade e integração são outros benefícios obtidos. Ser capaz de entregar rapidamente soluções de qualidade sob medida para as necessidades do usuário com redução de 40% no tempo de desenvolvimento e com uma metodologia ágil (em comparação com a metodologia em cascata). “Para nós que trabalhamos em sistemas, é muito importante conquistar a confiança do cliente. Entregar um produto de qualidade é uma forma de conquistar essa confiança”, disse o Sr. Takahiro Nakano da empresa JBCC, acrescentando: “Usar GeneXus para desenvolver um sistema permite alcançar uma integração de sistemas de alta qualidade, que aprofunda ainda mais a relação de confiança mútua com nossos clientes”.

Além disso, o desenvolvimento ágil é o que tem permitido o sucesso desta software house, sendo GeneXus a espinha dorsal do método JBCC: JB Agile, afirma o Diretor de Divisão e Integração de Sistemas, Sr. Kawakami.

«Usar GeneXus para desenvolver um sistema permite alcançar uma integração de sistemas de alta qualidade, que aprofunda ainda mais a relação de confiança mútua com nossos clientes.»
Sr. Takahiro Nakano. JBCC.


Fórmula para prosperar no desenvolvimento de software no Japão: JB Agile + GeneXus

O Japão é uma nação reconhecida mundialmente por sua excelente tecnologia e grande estilo perfeccionista. A perfeição é um ideal que pode ser alcançado com rigor, mas que também requer alguma flexibilidade no campo do software, por isso a JBCC buscou alternativas às metodologias de desenvolvimento e hoje prospera com GeneXus e a metodologia JB Agile.

A metodologia ágil é um conceito usado no desenvolvimento de software para descrever as metodologias de desenvolvimento incremental e de desenvolvimento iterativo que permitem que a equipe se adapte rapidamente as necessidades voláteis.

JB Agile é a adaptação desta metodologia para o mercado japonês, que se resolve em 5 etapas de iteração:

1. análise de situação,
2. requisitos,
3. prototipagem,
4. produto e
5. finalmente, a fase de desenvolvimento iterativo do produto.

Por poderem gerar automaticamente as alterações -na prototipagem ou em parte do banco de dados-, os técnicos da JBCC destacam a possibilidade de avançar entre essas diferentes etapas mesmo com bugs, de forma rápida e sem atritos.

Além disso, quando um produto acabado é finalmente entregue ao cliente, é fácil de manter. E esse último aspecto é muito importante, eles falam da JBCC, já que os clientes valorizam que eles próprios podem, e de forma simples, continuar com autonomia a manutenção do sistema.

Por que essa flexibilidade no desenvolvimento de software deu à empresa um poder nunca antes experimentado para avançar cada projeto? Os técnicos da JBCC resumem em 2 vantagens de GeneXus.


2 vantagens de usar GeneXus de acordo com JBCC:

1. “Graças à geração automática, nos economiza escrever à mão e se avança mais rápido”
2. “A refatoração da base de dados se realiza automaticamente por GeneXus a partir da mudança no modelo de dados.”

Agora que associamos as virtudes de GeneXus com a possibilidade de inovação em software no Japão, é hora de nos aprofundarmos nos detalhes da metodologia ágil adaptada a esta grande empresa.


Características do Desenvolvimento ágil da JBCC Japão:

- Análise do estado de situação e definição de requisitos: é o primeiro passo. Embora, em geral, os consultores na Análise da Situação do Estado, se limitem ao “TO BE” (o que se quer chegar). Para JB Agile apenas com isso, a Arquitetura do Sistema não funciona. A metodologia ágil da JBCC, além de controlar o “TO BE”, leva em consideração o “AS IS” (Visualização da Situação Atual). Além disso, graças ao método de integração de funções, pode ser estabelecida uma “Scope Setting” funcional, permitindo que o sistema seja reconstruído com sucesso.

- Seguindo com a fase de Definição de Requisitos, é realizado um mapeamento de novas tarefas, primeiro de forma rápida e posteriormente verificada. E é feito um resumo dos requisitos solicitados pelo cliente.

- Ao realizar o Test Case (caso de teste) básico com o cliente, é possível ver os padrões de atualização dos dados e se introduzi GeneXus para visualizar a normalização dos formulários na tela. Isso permite que, no final, a construção do Banco de Dados seja mais rápida. A JBCC chama isso de “Desenvolvimento do modelo central”.

- Desenvolvimento iterativo da fase de protótipo. Esta parte do Desenvolvimento se realiza com GeneXus porque permite um desenvolvimento ágil. Além disso, nesta fase, a JBCC recomenda que os clientes aprendam a usar GeneXus, pois desta forma, o mesmo cliente pode realizar a manutenção uma vez entregue o projeto.

- A iteração é realizada 5 vezes para completar o produto, nem mais nem menos.

- Treinamento de clientes. A sugestão aos clientes de usar GeneXus é para lhes dar autonomia na hora da manutenção. O programa de capacitação é de 3 meses, mas em geral com 2 meses os clientes já trabalham e no início do projeto, o cliente já programa com JBCC como outro membro, e no final da etapa eles podem fazer sua própria manutenção.

- Finalmente é mostrado ao cliente o antigo e o novo programa, como os dois funcionam em paralelo para comparar, é verificado através de 5 iterações e assim termina. Desta forma, os Casos de Teste básicos são atualizados até o final da verificação dos requisitos, e então na fase de Produto - ou a versão final do Caso de Teste- chega-se à Fase Piloto para entrega do produto final. Para a exibição das telas, das 5 iterações, JBCC realiza a 1ª e a 3ª iterações; na 2ª e 4ª, o cliente faz por conta própria.


Metodologia Ágil da JBCC em Yoyogi Seminar:

Yoyogi Seminar é um dos grandes clientes para os quais a JBCC oferece soluções.

“Com JBCC Ágil, nosso projeto foi possível em apenas 1 ano e meio, enquanto em outra grande empresa que solicitamos orçamento foi estimado um prazo de 4 anos. Além disso, obtivemos economia de custos operacionais em 1/5. “

Detalhes técnicos:
Em um ano e meio, foram realizadas 697 funções e 2115 programas.

As principais tarefas consistiram na construção de sistemas com tratamentos de processos em lote e planilhas.

“Devido ao seu volume, nos dividimos em 3 grandes equipes. Começamos a produzir e a produzir, e em 5 meses já tínhamos cerca de 2.100 programas. Em relação à produtividade, em média fazíamos cerca de 14 programas por mês, cada técnico produz de 3 a 4 programas por semana”.

Da Yoyogi eles também destacam a confiança no sistema dada as facilidades de integração e padronização com o banco de dados:

“Isso nos dá muita confiança para as mudanças no sistema de exames que devemos enfrentar até 2020.”

“Com JBCC Ágil, nosso projeto foi possível em apenas 1 ano e meio, enquanto em outra grande empresa que solicitamos orçamento foi estimado um prazo de 4 anos. Além disso, obtivemos economia de custos operacionais em 1/5.”

Baixar PDF